top of page
Vídeos Ideias com História
Brinca e lê – Kit pedagógico
01:21
Kit «Somos uma família!», as crianças e o divórcio – Apresentação
04:14

Kit «Somos uma família!», as crianças e o divórcio – Apresentação

Apresentação do kit pedagógico «Somos uma família!», por Rute Agulhas. O kit é composto pelo «Manual de boas práticas para pais divorciados» e pelo jogo de tabuleiro «As crianças e o divórcio». Autoria de Rute Agulhas e Alexandra Anciães; jogo de tabuleiro em co-autoria com Mafalda Gonçalves e Joana Patrício. Prefácio pelo professor José Gameiro. A separação e o divórcio são hoje uma realidade incontornável, com uma incidência muito significativa e que se traduz em alterações importantes na estrutura e organização da família. Estas alterações exigem ao sistema familiar a capacidade de reorganizar-se e ajustar-se a esta nova configuração familiar, com redefinição de fronteiras, papéis e limites. Foi a pensar nestas dificuldades que desenvolvemos este «Manual de boas práticas para pais divorciados». Não pretende ser um manual de instruções, pois cada família tem a sua própria dinâmica. Não existem receitas que se adequem a todas as famílias. Existem, no entanto, diversas práticas que a literatura tem demonstrado como tendo um impacto mais positivo no bem-estar da família, em geral, e no das crianças, em particular. Os temas abordados são a família, o processo de comunicação, o facto de a(s) criança(s) passar(em) a ter duas casas, a escola e as atividades, a gestão das férias e das datas festivas, e o tribunal. O jogo de tabuleiro pretende facilitar a expressão emocional, cognitiva e a gestão comportamental, por forma a prevenir eventuais dificuldades de ajustamento das crianças. Está dirigido a crianças entre os 6 e os 12 anos. Uma edição Ideias com História. Recomendado por: – Ordem dos Psicólogos Portugueses – Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens – Santa Casa da Misericórdia de Lisboa – Associação Portuguesa para a Igualdade Parental e Direitos dos Filhos
Vamos viver as emoções

Vamos viver as emoções

O jogo de cartas «Vamos viver as emoções» tem como objetivos principais a identificação das emoções e a sua associação a diferentes situações e pensamentos por parte dos jogadores. Está indicado para crianças entre os 5 e os 10 anos. Disponível em: https://bit.ly/3o5eIF1 Quais são as emoções abordadas no jogo? Alegria, amor, ansiedade, calma, carinho, confiança, culpa, empatia, esperança, gratidão, inveja, medo, nojo, preocupação, raiva, solidão, surpresa, tristeza e vergonha. O jogo consiste em três tipos de cartas: — Que emoção está presente nesta frase? Cada carta tem uma frase à qual está associada uma emoção. Os jogadores devem dizer qual é essa emoção. — Que emoção está presente nesta situação? Nestas cartas são descritas situações às quais estão associadas emoções. Os jogadores devem dizer qual é essa emoção. — Conheces esta emoção? Em cada carta é descrita uma emoção diferente, onde se explica como pode surgir essa emoção, quais são os seus sinais, como é que se manifesta no nosso comportamento e no nosso corpo e ainda exemplos de pensamentos que essa emoção pode simbolizar. Cuidarmos de nós é essencial! As emoções dão-nos pistas sobre o que pensamos, como nos relacionamos com os outros e como vivemos a nossa vida. Estão sempre presentes no nosso dia a dia, a dar sinal de si de várias formas, e são uma parte muito importante de todos nós. Todas as emoções têm a função de nos ajudar a adaptar-nos às situações. O problema é que nem sempre sabemos o que fazer com elas…
Missão 2050 – Promoção do uso saudável das tecnologias
01:21

Missão 2050 – Promoção do uso saudável das tecnologias

O jogo «Missão 2050» visa promover a utilização saudável das tecnologias de informação e comunicação (TIC) — e da internet em particular — em diferentes áreas: regras sobre o uso e acesso às TIC; literacia e cidadania digital; segurança online e socialização digital. É um recurso psicoeducativo adequado aos contextos escolar, formativo, terapêutico e recreativo, dirigido a crianças e jovens (dos 5 aos 14 anos), pais e profissionais de diversas áreas. Disponível em: https://bit.ly/3p0Tppn O jogo, da autoria dos psicólogos Ivone Patrão e Pedro Aires Fernandes, estabelece pontes entre diferentes realidades e, além de transmitir informação sobre os riscos e potencialidades das tecnologias, coloca os jogadores em cenários de mudança, gestão de danos, dilemas e aventuras que terão que superar de forma inovadora e criativa. O design é de Joana M. Gomes e a coordenação editorial de Miguel Correia. Validação técnica e científica: — Direção-Geral da Saúde (DGS) — Programa Nacional para a Saúde Mental — Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) — Centro Internet Segura — Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) — Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) Embaixadores «Missão 2050»: — Daniel Sampaio, Psiquiatra, Professor Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa — Isabel Leal, Psicóloga, Professora ISPA — Instituto Universitário — Mário Cordeiro, Pediatra, Professor Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa — Rute Agulhas, Psicóloga, Professora ISCTE-IUL Consultores — Filipa Pimenta — Paula Vilariça — Raquel Raimundo — Raúl Melo — Ricardo Lopes — Rita Brito — Rui Costa Equipa de pré-teste — Ivone Patrão — Jéssica Leandro — Pedro Aires Fernandes — Rita Sousa Lopes
Kit «Picos e Avelã à descoberta da Floresta do Tesouro!», prevenção do abuso sexual – Apresentação
04:37

Kit «Picos e Avelã à descoberta da Floresta do Tesouro!», prevenção do abuso sexual – Apresentação

«Picos e Avelã à Descoberta da Floresta do Tesouro!» consiste num livro didático para crianças dos 3 aos 6 anos de idade que, através de uma história, aborda seis temas que habitualmente estão na base dos programas de prevenção do abuso sexual infantil: – «O meu corpo» – «Bons toques, maus toques» – «Emoções» – «Segredos bons, segredos maus» – «Dizer "sim", dizer "não"» – «Pedir ajuda» O programa foi pensado para ser dinamizado em grupo, em contexto educativo, em várias sessões, que podem ser adaptadas a um contexto individual. Com o livro didático, tendo em conta a diversidade de atividades sugeridas, são disponibilizados diversos materiais como, por exemplo, puzzles, moldes de figuras para recortar e decorar, cartões com imagens ou situações, por forma a facilitar o envolvimento da criança, através do manuseamento de materiais concretos. O programa contém ainda um «Manual de Orientação», destinado ao adulto que dinamiza as atividades, e que sistematiza diversos conteúdos-chave sobre o abuso sexual (por exemplo, o que é o abuso sexual, que sinais e sintomas podem as crianças manifestar, impacto do abuso sexual, o que fazer perante uma suspeita ou uma revelação). Autoria de Joana Alexandre, Rute Agulhas e Catarina Lopes História de Susana Amorim e ilustração de Joana M. Gomes Este programa é recomendado por: – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) – Centro de Estudos Judiciários – CIS - Centro de Investigação e Intervenção Social (CIS-IUL/ISCTE-IUL) – Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens – ISCTE-IUL
Kit pedagógico «Direitos em jogo», sobre os direitos das crianças
01:10

Kit pedagógico «Direitos em jogo», sobre os direitos das crianças

«Direitos em Jogo» Um kit pedagógico em que, de forma divertida e descontraída, crianças e adultos aprendem estratégias para promover os direitos das crianças. Os direitos das crianças nem sempre são assegurados, sendo que, muitas vezes, as próprias crianças, bem como os seus pais e cuidadores, os desconhecem. Frequentemente, identificam apenas os direitos relacionados com a satisfação das necessidades mais básicas das crianças. Neste contexto, o kit pedagógico «Direitos em Jogo», pretende, de uma forma lúdica, aumentar o conhecimento sobre os direitos e princípios consagrados na Convenção sobre os Direitos da Criança, adotada em 1989 anos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Produzido e editado pela editora Ideias com História, o kit é constituído por dois baralhos de cartas ilustrados, um para crianças mais novas (dos 3 aos 6 anos) e outro para crianças mais velhas e adolescentes (dos 7 aos 14 anos). O kit contém ainda um manual teórico e com atividades, que explica, de forma breve e divertida, todos os direitos das crianças, e apresenta diversas atividades relacionadas com cada um dos direitos, que podem ser realizadas em contexto dual ou grupal. As atividades propostas pretendem, por um lado, aumentar os conhecimentos sobre os direitos das crianças e, por outro, promover competências para se reconhecer e para se lidar com potenciais situações em que os direitos não estão assegurados, potenciando a perceção de autoeficácia e controlo. O kit vai ser usado por diversas entidades, entre elas a Polícia de Segurança Pública (PSP), através dos agentes da Escola Segura.
Livro «A Joaninha ao contrário e outras histórias» – Apresentação por Nuno Amaral Jorge
04:11

Livro «A Joaninha ao contrário e outras histórias» – Apresentação por Nuno Amaral Jorge

Apresentação do livro «A Joaninha ao Contrário e outras histórias», por Nuno Amaral Jorge O que possuem vários animais e pessoas em comum em situações todas elas diferentes entre si? O que têm em comum tantas pequenas histórias? Todos os protagonistas destes contos encontram, a certa altura, algo acerca deles próprios e que lhes permitem perceber uma identidade, um propósito, ou melhor, quem realmente são ou podem vir a ser, seja uma joaninha com as suas cores ao contrário ou um urso triste à procura de cor. São histórias sem moral mas com um objetivo, segundo o qual os protagonistas dão-se a conhecer enquanto aprendem a conhecer-se. Pela coragem ou até mesmo a curiosidade, todos chegam a alguma conclusão sobre si e sobre o mundo onde vivem e querem viver. Após os contos, diversas temáticas são analisadas a partir do olhar da Psicologia. De que forma podem pais/cuidadores e professores ajudar crianças e adolescentes a refletir sobre cada uma destas áreas? A aceitação da diferença, a amizade e a generosidade, bem como a consciência ambiental e a resolução de problemas. Também os medos e situações traumáticas são abordados. Como se manifestam? De que forma podem ser ultrapassados? Este livro pretende, assim, através de diversas fábulas, constituir-se como uma ferramenta auxiliar no processo educativo das crianças e jovens. De forma lúdica e descontraída, ajudar ao processo de reflexão e desenvolvimento de competências para lidar com diversas situações. O livro «A Joaninha ao Contrário e Outras Histórias» é acompanhado de um audiolivro, numa preocupação com a inclusão, transversal a todo o projeto. Autoria de Nuno Amaral Jorge Coordenação científica de Rute Agulhas Ilustração de Joana M. Gomes Prefácio de Daniel Sampaio Posfácio de Odete Severino Este livro é recomendado por: Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens Santa Casa da Misericórdia de Lisboa Ordem dos Psicólogos Portugueses Sociedade Filarmónica de Apoio Social e Recreio Artístico da Amadora Edição: Ideias com História 2018
Livro «A Joaninha ao Contrário e outras histórias» – Apresentação por Rute Agulhas
02:13

Livro «A Joaninha ao Contrário e outras histórias» – Apresentação por Rute Agulhas

Apresentação do livro «A Joaninha ao Contrário e outras histórias», por Rute Agulhas. O que possuem vários animais e pessoas em comum em situações todas elas diferentes entre si? O que têm em comum tantas pequenas histórias? Todos os protagonistas destes contos encontram, a certa altura, algo acerca deles próprios e que lhes permitem perceber uma identidade, um propósito, ou melhor, quem realmente são ou podem vir a ser, seja uma joaninha com as suas cores ao contrário ou um urso triste à procura de cor. São histórias sem moral mas com um objetivo, segundo o qual os protagonistas dão-se a conhecer enquanto aprendem a conhecer-se. Pela coragem ou até mesmo a curiosidade, todos chegam a alguma conclusão sobre si e sobre o mundo onde vivem e querem viver. Após os contos, diversas temáticas são analisadas a partir do olhar da Psicologia. De que forma podem pais/cuidadores e professores ajudar crianças e adolescentes a refletir sobre cada uma destas áreas? A aceitação da diferença, a amizade e a generosidade, bem como a consciência ambiental e a resolução de problemas. Também os medos e situações traumáticas são abordados. Como se manifestam? De que forma podem ser ultrapassados? Este livro pretende, assim, através de diversas fábulas, constituir-se como uma ferramenta auxiliar no processo educativo das crianças e jovens. De forma lúdica e descontraída, ajudar ao processo de reflexão e desenvolvimento de competências para lidar com diversas situações. O livro «A Joaninha ao Contrário e Outras Histórias» é acompanhado de um audiolivro, numa preocupação com a inclusão, transversal a todo o projeto. Autoria de Nuno Amaral Jorge Coordenação científica de Rute Agulhas Ilustração de Joana M. Gomes Prefácio de Daniel Sampaio Posfácio de Odete Severino Este livro é recomendado por: Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens Santa Casa da Misericórdia de Lisboa Ordem dos Psicólogos Portugueses Sociedade Filarmónica de Apoio Social e Recreio Artístico da Amadora Edição: Ideias com História 2018
Materiais pedagógicos